Ultimos Posts

O fabuloso mundo de Amélie Poulain



Título: Le Fabuleux Destin d'Amélie Poulain
Título em português: O fabuloso destino de Amélie Poulain
Duração: 122 min
Ano de lançamento: 2001
Gênero: Comédia 
Sinpse: Após deixar a vida de subúrbio que levava com a família, a inocente Amélie (Audrey Tautou) muda-se para o bairro parisiense de Montmartre, onde começa a trabalhar como garçonete. Certo dia encontra uma caixa escondida no banheiro de sua casa e, pensando que pertencesse ao antigo morador, decide procurá-lo ­ e é assim que encontra Dominique (Maurice Bénichou). Ao ver que ele chora de alegria ao reaver o seu objeto, a moça fica impressionada e adquire uma nova visão do mundo. Então, a partir de pequenos gestos, ela passa a ajudar as pessoas que a rodeiam, vendo nisto um novo sentido para sua existência. Contudo, ainda sente falta de um grande amor.





O filme foi lançado inicialmente, em abril de 2001, na França, Bélgica e na parte da Suíça que fala francês. Logo depois, foi exibido em festivais do mundo inteiro. Ao final do ano foi lançado na América do Norte, na Grã-Bretanha e na Austrália. Aqui no Brasil o lançamento só foi mesmo em fevereiro de 2002. Dirigido por Jean Pierre Jeunet, que também dirigiu o filme "Uma viagem extraordinária" (2013), Amélie é um filme pra se apaixonar, suspirar e rir muito!

Amélie foi criada por seus pais, que além de bem... excêntricos, a impediam de fazer amizades com
outras crianças. Ela estudava em casa e era ensinada por sua mãe. Durante a infância solitária, Amélie desenvolveu muito sua imaginação e capacidade de fantasiar a vida. Tempos depois sua mãe é morta em um acidente super estranho e seu pai passa a se fechar cada dia mais para a vivência em sociedade. Anos depois Amélie decide sair de casa e começa a trabalhar em um café em Montmartre, que é frequentado pelos mais diversos tipos de pessoas.

No dia 31 de agosto de 1997, atordoada pelo anúncio da morte da princesa Diana, ela deixa cair a tampa de seu perfume, que rola até a parede e acaba denunciando a existência de um pequeno compartimento atrás de um dos azulejos. Amélie encontra ali uma caixinha com diversas 'lembranças' que ela acredita ser do antigo morador do apartamento onde vive. Ela começa então a busca pelo moço para devolver a ele sua caixinha de lembranças, prometendo a si mesma que se isso o alegrar ela vai se empenhar em trazer felicidade pra vida de todos. Quando ela o encontra e vê em seus olhos a felicidade de reencontrar tais lembranças, algo muda em sua vida e ela passa realmente a criar um modo de ajudar todos a sua volta.

O filme segue com detalhes sutis e pequenas (grandes) mudanças que Amélie executa na vida das pessoas que estão ao seu redor e que as transformam lentamente. Sem que as pessoas saibam, ela deixa os dias de muita gente mais alegres pouco a pouco. Também há todo um mistério em torno de um livro de fotos que Amélie vê um estranho perder na rua e não consegue devolver a tempo. A forma como ela lida com esse livro e com esse estranho é encantadora e apaixonante.

Um filme meigo, considerado um clássico francês e que vale a pena ser visto por todo mundo - prega uma ótima lição. Amélie mostra para todos a diferença que detalhes podem fazer e o quanto é importante não se prender a rotina, não se deixar ser preso. Pra amar, ver e rever muitas vezes!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Destilaria de Ideias Desenvolvido por Templateism.com e AriltonSama Copyright © 2014

Tecnologia do Blogger.